Central de Notícias

Burn-out x CID 11

Burn-out foi incluído na 11ª Revisão da Classificação Internacional de Doenças (CID-11) como um “fenômeno ocupacional”.

Embora não classificado como uma condição médica, é definido como uma “síndrome conceituada como resultante de estresse crônico no local de trabalho que não foi gerenciado com sucesso”, que é caracterizado por três dimensões, a saber: sentimentos de esgotamento ou esgotamento de energia; sentimentos de negativismo ou cinismo relacionados ao trabalho de alguém; e eficácia profissional reduzida. Enquanto burn-out também foi incluído na CID-10, esta última definição é mais detalhada.

A medida foi bem recebida pela Associação Médica Mundial, que disse que a nova classificação da OMS destacará como o esgotamento afeta médicos em todo o mundo.

“Por muito tempo, o esgotamento entre os médicos foi amplamente ignorado. Médicos emocionalmente exaustos são um perigo para os pacientes e um perigo para eles mesmos. O custo em termos de vidas humanas e dinheiro é terrível”.

"O número de suicídios entre os médicos resultante do esgotamento é um escândalo e espero que a nova classificação da OMS faça melhorar esta situação vergonhosa", disse o presidente da WMA, Leonid Eidelman.

Referências: World Health Organization. Burn-out an "occupational phenomenon": International Classification of Diseases . 28 May 2019. World Medical Association. World Medical Association Weclomes Decision on Burnout . 28 May 2019


Comentários

Responder
roberto
07 Jul 2019
Quando a sociedade e os políticos desse nação rastejante valorizarem mais o profissional de saúde que assiste suas vidas, o pais tomará um rumo ao primeiro mundo.
Responder
Manoel Mauricio
06 Jul 2019
QUEM REALMENTE SE IMPORTA ?
Responder
Heliasibe Vilela Araujo
06 Jul 2019
Precisamos mesmo nos preocupar com a equipe identificar os problemas e o começo. Ótima matéria.
 
Responder
Maria everalda
05 Jul 2019
Não somente a classe medica , a equipe de saúde como um todo , principalmente a enfermagem
Responder
Luiz Viana de oliveira
05 Jul 2019
Goste momentos saber a água coizas
Responder
Mariângela
04 Jul 2019
Muito interessante é elucidativo o texto.
Responder
José Vitor bispado
04 Jul 2019
Muito bom