Central de Notícias

Tópicos

Notícias gerais

CÂNCER EM ASCENSÃO

 

O estudo PURE (Prospective Urban Rural Epidemiology) avaliou as diferenças na incidência de doenças comuns, relacionadas a admissões hospitalares e mortalidade, de adultos entre 35 e 70 anos, em 21 países, de alta (AR), média (MR) e baixa renda (BR), de 5 continentes.

 

Os principais desfechos foram a incidência de doença CV, câncer, traumatismos, doença respiratória e admissões hospitalares. Foram calculadas as incidências desses eventos para cada 1.000 pessoas/anos, de acordo com idade e sexo.

 

Participaram 162.534 indivíduos.

 

DCV ocorreu mais frequentemente nos países BR (7,1 casos a cada 1.000 pessoas/anos) e nos MR (6,8 casos a cada 1.000 pessoas/anos). Entretanto a incidência de câncer, traumatismos, DPOC e pneumonia, foi mais comum nos países AR, e menos comum nos BR.

 

A mortalidade total em países BR (13,3 mortes a cada 1.000 pessoas/anos) foi o dobro dos MR (6,9 mortes a cada 1.000 pessoas/anos) e 4 vezes maior que nos AR (3,4 mortes a cada 1.000 pessoas/anos).

 

O padrão de maior mortalidade nos países BR e o menor, nos AR, se observou para todas as causas, exceto câncer, onde a mortalidade foi similar nos países, de acordo com os níveis de renda.

 

A doença CV foi a causa mais comum de morte total (40%), mas somente 23% das mortes nos países AR (versus 41% nos MR e 43% nos BR), a despeito da maior prevalência dos fatores de risco CV nos países AR e da menor, nos BR.

 

Em 4 países MR (Argentina, Chile, Turquia e Polônia) as relações observadas foram similares aos países AR. A frequência da primeira admissão hospitalar e do uso de medicamentos para doença CV, foi menor nos países MR e maior nos BR.

 

Os autores concluíram, que entre adultos entre 35 e 70 anos, a doença CV é a principal causa de mortalidade global. Entretanto, nos países AR e em alguns MR, mortalidade por câncer é, agora, mais comum que a morte por causa CV, indicando uma transição na causa predominante de morte em indivíduos de meia-idade.

 

Como a doença CV diminuiu em muitos países, a mortalidade por câncer, provavelmente irá liderar como causa de mortalidade. A elevada mortalidade em países mais pobres não está relacionada a fatores de risco, mas possivelmente ao difícil acesso aos cuidados com a saúde.

 

Referência: Dagenais GR et al. Variations in common diseases, hospital admissions, and deaths in middle-aged adults in 21 countries from five continents (PURE): a prospective cohort study. European Society of Cardiology Congress


Comentários

Nenhum comentário enviado. Seja o primeiro a comentar!