Central de Notícias

Tópicos

Cardiologia

Conflito Armado x Doenças Cardiovasculares

   Compartilhar notícia

Uma nova pesquisa sugere que ocorram efeitos de longo prazo sobre a saúde nos conflitos armados, após as bombas pararem de cair. O conflito armado está ligado a um aumento do risco de doenças cardiovasculares (DCV) entre civis, mesmo anos após o término do conflito, segundo um estudo.

Os resultados vêm da primeira revisão sistemática dos efeitos do conflito armado no risco de doença cardíaca. A revisão incluiu 65 estudos analisando 23 conflitos em países de baixa e média renda, incluindo Síria, Líbano, Bósnia, Croácia, Palestina, Colômbia e Sudão. Os resultados incluíram DCV e diabetes, e oito fatores clínicos e comportamentais: pressão arterial, glicemia, lipídios, tabaco, álcool, índice de massa corporal (IMC), nutrição e atividade física.

A análise dos dados encontrou algumas evidências de que o conflito armado está associado a um risco aumentado de doença arterial coronariana (DAC), doença cerebrovascular e distúrbios endócrinos, além do aumento da pressão arterial, dos lipídios, do uso de álcool e tabaco. Essas associações foram mais consistentes para mortalidade por doença cardíaca isquêmica crônica ou doença cardíaca não especificada, pressão arterial sistólica e uso de tabaco.

Não houve padronização clara por tipo de conflito, duração do acompanhamento e qualidade do estudo, nem evidência forte para viés de publicação. No entanto, os autores apontam que dois terços dos estudos eram de baixa qualidade, segundo a escala Newcastle-Ottawa (NOS).

Os resultados destacam a necessidade de triagem de DCV em pacientes provenientes de áreas de conflito armado e em esforços de reconstrução pós-conflito.

Referências: Jawad M, Vamos EP, Najim M, Roberts B, Millett C. Impact of armed conflict on cardiovascular disease risk: a systematic review. Heart. 2019 May 28. pii: heartjnl-2018-314459. doi: 10.1136/heartjnl-2018-314459. PMID: 31138670.


Comentários

Nenhum comentário enviado. Seja o primeiro a comentar!