Central de Notícias

Tópicos

Notícias gerais

Efeito do lockdown covid-19 em pacientes com doença cardiovascular

   Compartilhar notícia

Um estudo publicado no European Heart Journal usou um registro nacional dinamarquês para identificar coortes comparáveis de pacientes com doença cardiovascular (DCV) e analisar as taxas gerais de mortalidade na tentativa de encontrar o impacto das medidas nacionais de bloqueio do COVID-19 nessa população.

As coortes de pacientes de 2019 e 2020 compreenderam 340.392 e 347.136 pacientes, respectivamente. A DCV foi definida como uma história de doença isquêmica do coração, acidente vascular cerebral isquêmico, insuficiência cardíaca, fibrilação atrial ou doença arterial periférica. As coortes foram acompanhadas desde a data de inclusão até o óbito ou término do acompanhamento, o que ocorrer primeiro.

Os resultados mostram que, no total, 14.660 (4,3%) e 14.743 (4,2%) pacientes morreram durante o período do estudo em 2019 e 2020, respectivamente. No entanto, a taxa de mortalidade intra-hospitalar foi menor, e a taxa de mortalidade extra-hospitalar foi maior durante e após o bloqueio em comparação com o mesmo período em 2019.

Os autores especulam que é possível que a implementação de medidas de bloqueio oportunas e abrangentes e a subseqüente baixa carga de COVID-19 possam explicar em parte a ausência de mortalidade excessiva em pacientes com doenças cardiovasculares crônicas.

Esses resultados podem não ser generalizáveis para países com sistemas de saúde menos uniformes e baixo status socioeconômico, dizem os autores.

Butt JH, Fosbøl EL, Gerds TA, Andersson C, Kragholm K., Biering-Sørensen T, et al. Mortalidade por todas as causas e localização da morte em pacientes com doença cardiovascular estabelecida antes, durante e após o bloqueio COVID-19: um Estudo de Coorte Nacional Dinamarquês. European Heart Journal 2021: ehab028.


Comentários

Responder
Sebastião amaral Gondim junior
26 Mai 2021
Óbvio q os acompanhado de perto tem melhor resultado .