Central de Notícias

Tópicos

Notícias gerais

Intervenções pontuais podem ajudar a reduzir o uso de álcool na Europa, diz relatório

As pessoas na Europa continuam consumindo mais álcool do que as de outras partes do mundo, com um novo relatório mostrando 290.000 pessoas morrendo na Europa a cada ano por causas atribuíveis ao álcool.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou um relatório de status sobre o consumo de álcool, danos e respostas políticas em 30 países europeus em 2019, que usa dados coletados de 2010 a 2016. Mostra que as taxas de consumo de álcool prejudicial na Europa não caiu conforme o esperado, apesar de todos os países terem assinado o Plano de Ação Europeu para Reduzir o Uso Nocivo de Álcool entre 2012-2020.

Segundo o relatório, em média, os adultos dos países da União Europeia (UE), mais a Noruega e a Suíça (UE +), bebem o equivalente a mais de duas garrafas de vinho por semana. No entanto, quando os abstêmios e ex-bebedores são excluídos, os dados mostram que os adultos bebem mais de três garrafas de vinho por semana.

O relatório também destaca que o consumo episódico intenso também é um problema na região. Quase um terço das pessoas relatou ter consumido mais de 60 g de álcool puro em uma única ocasião nos últimos 30 dias.

O relatório sugere a implementação de triagem e intervenções pontuais para reduzir o uso nocivo e perigoso de álcool na atenção primária à saúde.

Referências: Organização Mundial da Saúde. Na Europa, as pessoas continuam consumindo mais álcool do que em qualquer outro lugar do mundo. 04 de setembro de 2019; Organização Mundial da Saúde. Relatório de status sobre o consumo de álcool, danos e respostas políticas em 30 países europeus 2019. 2019.


Comentários

Nenhum comentário enviado. Seja o primeiro a comentar!