Central de Notícias

Tópicos

Notícias gerais

Uso excessivo de Poliestireno

   Compartilhar notícia

Os investigadores sugerem prudência na utilização excessiva contínua de poliestireno sulfonato de sódio depois de uma nova investigação concluir que a sua utilização está associada a efeitos gastrointestinais (GI) adversos graves. 

Para o estudo, publicado no periódico JAMA Internal Medicine, os investigadores compararam dados de 20020 adultos com, pelo menos, 66 anos de idade no Canadá com uma primeira receita realizada em ambulatório de poliestireno sulfonato de sódio entre 1 de abril de 2003 e 30 de setembro de 2015 e 20020 não utilizadores comparados para examinar a associação entre a utilização de poliestireno sulfonato de sódio com um composto de acontecimentos GI adversos.

A hipótese do estudo era a de que a utilização do poliestireno sulfonato de sódio não estaria significativamente associada a um risco mais elevado de efeitos GI comparativamente à não utilização. Contudo, o estudo identificou um risco mais elevado de um efeito GI adverso com a utilização do poliestireno sulfonato de sódio comparativamente à não utilização nesta coorte (37 acontecimentos [0,2%]; taxa de incidência: 22,97 por 1000 pessoas ano vs. 18 acontecimentos [0,1%]; taxa de incidência: 11,01 por 1000 pessoas ano; PR: 1,94; IC de 95%: 1,10-3,41). O tipo mais comum de lesão GI foi a isquemia intestinal/trombose. 

Os autores salientaram diversas limitações, incluindo a falta de informação sobre a dose ou a via de administração. “Estas conclusões exigem confirmação e sugerem que os médicos devem ser prudentes ao receitarem poliestireno sulfonato de sódio”, afirmaram.

Referências: Noel JN, Bota SE, Petrcich W, Garg AX, Carrero JJ, Harel Z, Tangri N, Clark EG, Komenda P, Sood MM. Risk of Hospitalization for Serious Adverse Gastrointestinal Events Associated With Sodium Polystyrene Sulfonate Use in Patients of Advanced Age. JAMA Intern Med. Published online June 10, 2019. doi:10.1001/jamainternmed.2019.0631


Comentários

Nenhum comentário enviado. Seja o primeiro a comentar!