Central de Notícias

Tópicos

Cardiologia

VITAMINA D

Resultados de uma metanálise de 21 estudos, incluindo mais de 83.000 participantes.
Embora alguns estudos observacionais tenham sugerido uma associação entre baixos níveis séricos de 25-hidroxivitamina D e um risco aumentado de eventos cardiovasculares (DCV), uma nova metanálise concluiu que a suplementação com vitamina D não confere proteção cardiovascular.
Os pesquisadores analisaram dados de 21 ensaios clínicos randomizados, incluindo 83.291 participantes, que examinaram a associação de suplementação de vitamina D com redução de eventos cardiovasculares e mortalidade por todas as causas. Destes participantes, 41.669 receberam vitamina D e 41.622 receberam placebos.
O estudo constatou que, em comparação com o placebo, a suplementação de vitamina D não foi associada à redução de eventos cardiovasculares adversos maiores. Uma análise estratificada de acordo com a idade mostrou uma taxa significativamente reduzida de eventos cardíacos adversos maiores (MACE) com idade avançada, mas os autores disseram que esses achados devem ser interpretados com cautela devido à falta de ajuste para comparações múltiplas. A suplementação também não foi associada ao infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, mortalidade por DCV ou mortalidade por todas as causas.
Apresentando os resultados em JAMA Cardiology, os autores disseram que estudos adicionais, talvez visando membros de grupos etários mais velhos podem ser de interesse.


Referências: Barbarawi M, Kheiri B, Zayed Y, Barbarawi O, Dhillon H, Swaid B, et al. Vitamin D Supplementation and Cardiovascular Disease Risks in More Than 83 000 Individuals in 21 Randomized Clinical Trials A Meta-analysis. JAMA Cardiol. Published online June 19, 2019. doi:10.1001/jamacardio.2019.1870


Comentários

Nenhum comentário enviado. Seja o primeiro a comentar!